‘Bernard só chora. Veio tomar dinheiro’, dispara técnico do Shakhtar

Em entrevista o jornal Zero Hora, treinador da equipe de Donetsk criticou postura do meia: ‘Tem que demonstrar em campo que é homem’

Com 13 brasileiros no elenco, Mircea Lucescu tem encontrado problemas com Bernar Com 13 brasileiros no elenco, Mircea Lucescu tem encontrado problemas com Bernar

Nem mesmo a passagem pelo Brasil para uma série de amistosos parece ter sido um fator que amenizasse a relação difícil entre Bernard e Mircea Lucescu. Somado ao histórico de atrasos em reapresentações do clube ucraniano, como o deste ano, o meia não poupou críticas ao dizer que sente-se infeliz no leste europeu, e que não recomendaria o futebol da Ucrânia a nenhum outro jovem jogador. De acordo com o técnico do Shakhtar Donetsk, as declarações apenas refletem a postura do brasileiro de 22 anos em relação à equipe.

“Douglas Costa é jovem. Alex Teixeira é jovem. São todos da mesma idade. Fred joga sempre. É perfeito. Os dois melhores da equipe são Fred e Teixeira. Não saem nunca. Querem jogar sempre. Estávamos perdendo para o Atlético-MG, e eles pediram para permanecer em campo. Eles são jogadores de Seleção. Bernard tem que demonstrar em campo que é homem. Bernard só chora. Só veio tomar dinheiro. Sofre, mas creio que todos querem sofrer para ganhar 300 mil euros por mês”, afirmou o treinador em entrevista ao jornal Zero Hora, destacando também outros jogadores que sofreram para se adaptar ao futebol europeu.

“Há jogadores talentosos, mas que não são preparados para o futebol mundial. Ronaldinho foi para um PSG menor que o atual e parou no Barcelona. Romário e Ronaldo começaram no PSV e foram para o Barcelona. Outros têm que fazer nome. Lucas, Pato, Robinho... Por que não deram certo? Porque quando entraram nestes times, com 18 anos, 19 anos, os clubes já queriam resultados imediatos. Aí, eles chegam e partem. Trabalho com 13 brasileiros. Para mim, o que gera a dificuldade é a educação. Culpa dos agentes, que querem trocá-los de clube a cada ano, a fim de ganhar mais dinheiro. O jogador precisa saber que contrato assinado deve ser respeitado. Não quero que eles amem o Shakhtar. Mas quando chegarem aqui, quero o máximo. Já tive aqui Fernandinho e Willian. Tenho jogadores que em breve estarão nos grandes da Europa: Fred, Luiz Adriano, Alex Teixeira, Douglas Costas e Taison. Podem ter sucesso. Um em cada clube. Todos juntos fica mais complicado. Cada um tem que apoiar o outro, jogar para o time, sem individualismo”, disse.

Mesmo declaradamente fã do futebol brasileiro, Mircea Lucescu aprendeu com o tempo como se relacionar com a legião de jogadores do país que integram o time do Shakhtar Donetsk. Aos 66 anos e com experiência de outras grandes equipes do Velho Continente, o técnico romeno criticou a postura de atletas contratados no Brasil, e revelou inclusive problemas para a integração com jogadores de outros lugares do mundo no clube ucraniano.

Últimas notícias

Valencia tentará acerto com Victor Valdés

O goleiro ex-Barcelona, que permaneceu por bastante tempo no banco do Manchester United, poderá retornar à Espanha, e defender a equipe do Valencia

Wellington Paulista chega animado a novo clube

O jogador que se destacou jogando na posição de centroavante, mas não descarta atuar pelos lados com a camisa do Fluminense

Soldado poderá ocupara a vaga deixada por Carlos Bacca no Sevilla

O atacante espanhol que não está passando por um bom momento no Tottenham, poderá retornar ao seu país para substituir o colombiano

PSG engrossa briga por Dí Maria

Após o Manchester United recusar a primeira proposta feita pelos franceses, os dirigentes decidiram adicionar 10 milhões de euros na oferta

Wayne Rooney poderá disputar a Major League Soccer futuramente

O jogadar britânico que é ídolo da equipe do Manchester United, poderá ter seu fim de carreira atuando na liga dos Estados Unidos

Não perca nenhuma publicação! X

"Me curta" no Facebook
Siga-nos no Twitter